sábado, 11 de julho de 2009

Cold

Esse post será grandinho...
Aliás, Enorme! São 6 páginas de word.
Por que?
Finalmente trago pra vocês um dos meus contos!
"Cold" é uma história de amor no mundo do rock. Espero que gostem!

A música utilizada não me pertence.


Cold

A adrenalina já havia tomado conta do seu sangue.
Sentia o nervosismo em suas veias e a ansiedade devorando as suas entranhas. Não podia falhar. E não falharia, pois aquela... aquela era a última chance de tê-la de volta.
Respirou fundo e subiu no palco. Pela primeira vez não teve coragem de olhar para o público. Não queria encarar as cadeiras V.I.P.s, pois tinha medo de olhar para aquela reservada especialmente para ela e descobrir que não havia ninguém lá.
O sinal de que o show começaria soou e a voz de Adam Strike encheu o estádio lotado de admiradores da banda Byakugan – a maior da atualidade.

Looking back at me I see (Olhando para mim eu vejo)
That I never really got it right (que eu nunca fiz nada certo)
I never stopped to think of you (eu nunca deixei de pensar em você)
I'm always wrapped up in (Eu estou sempre amarrado à)
Things I cannot win (coisas que não posso vencer)
You are the antidote that gets me by (Você é o antídoto que me melhora)
Something strong (algo forte)
Like a drug that gets me high (Como uma droga que me leva às alturas)


“Cold”.

Esse era o nome da nova música do grupo cujo autor era ninguém menos que o próprio Adam. Compô-la fora fácil, nunca algo havia fluido tão fácil, já que ela era um pedido de desculpas para alguém que ele não queria perder.

What I really meant to say ( O que eu realmente quis dizer)
Is I'm sorry for the way I am ( é que desculpe o meu jeito de ser)
I never meant to be so cold ( Eu nunca tive a intenção de ser tão frio)
I never meant to be so cold (Eu nunca tive a intenção de ser tão frio)

Frio.

Essa frieza acabara seu relacionamento com a única mulher que amara em toda a sua vida. Mas só percebeu isso ao descobrir que essa mesma mulher iria se casar… com outro.

What I really meant to say ( O que eu realmente quis dizer)
Is I'm sorry for the way I am ( é que desculpe o meu jeito de ser)
I never meant to be so cold ( Eu nunca tive a intenção de ser tão frio)
I never meant to be so (Eu nunca tive a intenção de ser tão...)


Mentiras.

Tudo começou quando a banda iniciou sua trilha pelo sucesso. Os dois já eram namorados desde o colegial, afinal, eram o típico casal cuja amizade tornara-se amor.
Mas quando a fama chegou, Adam perdeu a razão.
De repente, as mensagens de celular de todas as horas não eram mais respondidas; encontros eram sempre desmarcados; histórias e desculpas inventadas começaram a se repetir.
Em uma das vezes que estava no meio de outra mentira, ela descobriu e o encontrou saindo com outra. A sua atitude em relação a isso? Não aconteceu, simplesmente a ignorou. Ele era rockstar, poderia conseguir qualquer garota que bem quisesse.
Foi aí que ela, April , desapareceu da sua vida.
E seu mundo, assim, começou a desmoronar. Porque quando se viu sem ela, ele percebeu o que fizera.
Por dias perdeu as forças. Nada era do mesmo jeito, sabendo que ela não estava ao seu lado. Pois April era como ele descrevia na música: um antídoto; uma droga que o levava às alturas.

Cold to you, and I'm sorry about all the lies (Frio com você e sinto muito por todas as mentiras)
Maybe in a different light (Talvez em uma visão diferente)
You could see me stand on my own again (Você poderia me ver de pé novamente)
Cause now I can see (Porque agora eu posso ver)
You were the antidote that got me by (Você era o antidote que me fazia forte)
Something strong like a drug that got me high (Algo forte como uma droga que me leva as Alturas)

Decisão.

Ele não poderia viver assim. Decidiu, então, reconstruir todos os seus valores. Queria mostrar para ela que não queria mais ser aquele Adam que a magoara. Queria se desculpar por tudo que fizera.
Infelizmente não podia voltar no tempo, mas, mesmo que demorasse, ele dedicaria todo o seu amor à April. Assim, quem sabe, ela poderia o amar novamente.

What I really meant to say
Is I'm sorry for the way I am
I never meant to be so cold
I never meant to be so cold


Pânico.

O destino fora bastante injusto com ele. Todos os seus planos foram por água a baixo quando ficou sabendo por uma de suas amigas que ela iria se casar.
April iria se casar com Harry, aquele mesmo rapaz que antigamente não tirava os olhos dela.
Não pôde evitar o desespero.
E o desespero o levou até ali, naquele dia, naquele palco, naquela véspera de ano novo.

What I really meant to say
Is I'm sorry for the way I am
I never meant to be so cold
I never meant to be so cold


Presente.

Cantava só para ela.
Será que estaria escutando? Era esse seu pensamento.
Ele já não agüentava mais não saber.

I never meant to be, so cold

Abriu os olhos azuis lentamente. Eles demonstravam uma emoção sem igual.
As fãs foram à loucura na mesma hora. Afinal, não deixava de ser uma cena divina vê-lo assim com alguns dos seus fios longos de cabelo no rosto.
Mas quem iria à loucura agora seria o próprio Adam.
Porque quando procurou April, viu que a mesma não estava lá.

I never really wanted you to see (eu nunca quis que você visse)
The screwed up side of me that I keep (o meu lado contraído que eu guardei)
Locked inside of me so deep (trancado tão profundo dentro de mim)
It always seems to get to me (parece que sempre chega a mim)
I never really wanted you to go (eu nunca quis que você fosse embora)
So many things you should have known ( tantas coisas que eu deveria saber)
I guess for me there's just no hope (eu acho que não há esperança para mim)
I never meant to be so cold (eu nunca tive a intenção de ser tão frio...)


“Sinto muito...” Adam sussurrou para si.
Havia decepcionado April... porém, não faria o mesmo com o seu público.
Encheu os pulmões. Era o fim da música e cantaria como nunca.

What I really meant to say
Is I'm sorry for the way I am
I never meant to be so cold
I never meant to be so cold
What I really meant to say
Is I'm sorry for the way I am
I never meant to be so cold
I never meant to be so cold


Palmas e gritos ensurdecedores tomaram o ginásio. Sem dúvida, nenhum dos ali presentes, havia visto uma apresentação como aquela. Fora o melhor show da virada.
E o que parecia alegria para todos naquele momento, era a maior tristeza de Adam.
Os companheiros de banda dele conseguiam sentir a dor pairando no ar. Eles viram toda a jornada dele até ali e era difícil ver que de nada havia adiantado.
“Pelo menos, fizemos um ótimo show de fim de ano.” Noah, o baterista da banda, se aproximou para consolá-lo.
“E a música será um sucesso.” Foi a vez de Sam, o belo baixista.
“Ela foi uma problemática por ter perdido.” Por fim, chegou o último membro, Simon.
“Obrigado, rapazes. Mas quem perdeu fui eu...” Adam disse com um meio sorriso.
“Certo! Vamos sair logo daqui! Temos que comemorar esse novo single!” Noah tentou animar o clima de enterro e saiu correndo para o camarim aonde uma festa seria dada em poucos minutos, quando já seria ano novo.
Todos o seguiram um a um. O último foi Adam.
Andava distraído, pensando em tudo que passara e quanto seria duro superar a dor de nunca ter sua amada em seus braços. Estava tão mergulhado em seus pensamentos que nem ao menos notou que todos estavam parados perante corredor apenas o encarando.
“Adam?” Noah o puxou para realidade. “Olhe!”
Ele olhou. E viu que um pouco mais a frente, uma bela moça com cabelos presos em dois coques, trajando uma blusa branca de manga e uma saia verde o encarava com aqueles orbes chocolates.
“April...”
“Eu cancelei o casamento com Harry.” Ela começou a falar olhando para as botas de camurça. “Não conseguiria casar com um homem que nunca amei.”
Adam não sabia o que falar. Ainda estava difícil distinguir se aquilo era um sonho ou a mais bela realidade.
Ela riu um pouco.
“Bobo! Essa é a hora que você diz que me ama e que nunca mais mentirá para mim sairá do meu lado!”
Então Adam abriu um meio sorriso e a abraçou.
“Estou tão feliz… parece que o verão chegou.”
“Mas, Adam, estamos no Hemisfério Norte! É inverno!”
“Eu sei, bobinha. Mas só você consegue tornar essa minha frieza no mais tenro calor.”


FIM


Na verdade, a primeira versão é um fanfic que escrevi que pode ser conferido AQUI.

3 comentários:

Thyago disse...

muito bem escrito marina.

especialmente a parte que ele ergue os olhos e a procura.

escreva mais, ok? ^^

Kenia Chan disse...

Vc é boa nisso em Mariana, realmente senti o que escreveu

Raphael disse...

Aew Marina, vo dar um "idem" no q a Kenia Chan disse, ficou mto bom o texto!
Vc tem o dom! ;D