sexta-feira, 3 de julho de 2009

Livre-se do rancor

Existem aquelas pessoas que de cara simpatizamos, assim como existem aquelas que de cara antipatizamos. Pode ter sido a maneira de se vestir, alguma atitude ou até o santo mesmo. Isso acontece sempre. E sempre queremos ficar com essas pessoas que nos são agradáveis, né?

Pois bem. Já pararam para pensar que é exatamente com essas pessoas que não gostamos que aprendemos mais? Que elas são as pessoas mais honestas com a gente?

Sou geralmente bem amigável com os outros, mas apareceu uma menina em especial que me tirou do sério. Brigamos por vários motivos por uns 2 anos. Tudo de ruim atribuia a ela e acredito que era recíproco. Nossa vivência foi no Ensino Médio e, então, cada uma rumou para a sua faculdade. Ainda nos encontramos algumas vezes, mas acreditam que toda a minha raiva passou?

Pode ser que isso seja por causa da nossa separação, mas creio que foi porque nós duas crescemos. Acho que ela até antes de mim. Tive a oportunidade de pensar sobre a nossa inimizade em alguns momentos e cheguei a conclusões que me deixaram chocadas.

Um dos motivos que me deixava com raiva dela era por, de certa forma, eu a invejar. O jeito despojado dela era algo que me irritava porque eu queria ser mais assim. Outro é que nós duas somos parecidas e gostamos de ter atenção dos outros. No mais, temos gênios fortes e defendemos nossas crenças com todas as nossas forças, por isso nos confrontávamos.

Analisando assim, consegui tornar essa antipatia em simpatia. Não me tornei a melhor amiga dela, nem nada assim. Mas passei a respeitá-la de coração. Tudo que nós vivemos e que me chateava ficou realmente para trás. E desejaria que ela sentisse o mesmo.

Não sei se ela um dia chegará a ler esse blog e, se ler, concordará com o que eu disse. Só sei que o que acabei de escrever é a mais pura verdade escrita sobre esse sentimento. E desejo tudo de bom para ela.

Guardar rancor só causa dano a nós mesmos. Pensem sobre isso.

5 comentários:

Raphael disse...

"Guardar ressentimento é como tomar veneno, esperando que a outra pessoa morra" - Shakespeare (eu acho XD)

Eu n costumo guardar rancor, n q eu n me irrite com algumas pessoas, mas eu prefiro aceitar q esse é o jeito delas serem... Aliás acho q esse é o meio mais simples de se viver em sociedade. Essa mania de enxergar os outros como reflexo de nós msms é o q estraga tudo... u.u

Clarinháa .! disse...

Tô precisando aprender com voce! Tem uma menina que eu não me entendo com ela há 6 anos, toda vez que nos encontramos é alfinetada pra lá e alfinetada pra cá! Acho que vou seguir seu exemplo! xD

beeijos

Nana disse...

Licença Mahhh... eu nem sei se você vai lembrar de mim, mas fiz a Sinus 2007 contigo... Daí te achei no twitter e vim aqui no blog pra te falar isso. Meu nome e Ana, daí meu twitter é /nananinhah. vou follow vcê lá tá... se quiser, follow me too. Você está fazendo jornalismo? Tá na unb??? Como anda a vida??? Te desejo sucesso viu!!! Beijos procê!

Bach disse...

Ah, timunitinho a Marinoli resolvendo suas diferenças, cuti-cuti.

Acho que não tenho ninguém assim, sou um menino tranquilo. :D

♫Joyce♫ disse...

Gostei do seu blog! Visita o meu é assuntosdomundo.blogspot.com